Blog

Tipos de Implantes

25 de abril

Implantes Convencionais

Indicações: pacientes com perda precoce de um ou vários dentes.

Contra-Indicação: pacientes com problemas de saúde sistêmicos e fumantes intensivos (1 maço de cigarro por dia).

Como é: sob anestesia local, as incisões são feitas em locais previamente selecionados para a instalação do implante. A gengiva é incisada os implantes são posicionados e finalmente recobertos pela gengiva ficando totalmente protegidos. Em seguida é feita a sutura, removida após uma ou duas semanas.

Vantagem: pode ser feita em qualquer região que tenha osso alveolar.

Desvantagem: o tempo de espera para osso integração do implante pode variar de 15 dias à 6 meses. Tempo de colocação da prótese: 2 a 6 meses depois da cirurgia.

 

Implantes Zigomáticos

Indicações: Pacientes que usam dentaduras ou próteses móveis que com o passar do tempo apresentam uma grande reabsorção (perda óssea).

Contra-indicação: pacientes que não podem ser submetidos a anestesia geral.

Como é: com o paciente é anestesiado, são feitas inscisões na gengiva para ter acesso a estrutura óssea. Realiza-se o descolamento da mucosa para iniciar a perfuração do osso, onde serão fixados os implantes zigomáticos e convencionais. Por fim, a área é suturada.

Tempo de colocação da prótese: em 3 a 7 dias.

 

Implantes ALL-ON-FOUR

Indicações: pacientes usuários de dentaduras ou prótese de arcada superior ou inferior com pouca reabsorção óssea.

Contra-indicação: pacientes com perda óssea severa, que não possam fazer enxertos ou que tenham doenças que inviabilizam qualquer cirurgia.

Como é: após avaliação clínica prévia, são instalados 4 implantes (dois implantes anteriores e mais dois posteriores de cada lado) para em seguida ser feita a instalação da prótese fixa sobre os mesmos. A prótese terá todos os dentes unidos para uma dentadura fixada diretamente na boca, mas sem o “céu da boca”. O resultado será um visual idêntico dos dentes da gengiva naturais.

Vantagens: menor tempo cirúrgico, satisfação da expectativas do paciente dentro de um período para a construção das próteses e em alguns casos, menores investimentos. A qualquer momento, o paciente pode trocar as próteses por outra, feita por outro tipo de material mais moderno, como cerâmica.

 

Implantes Carga Imediata

Indicações: Pacientes com perdas unitárias, parciais ou de todos os dentes, evitando ou eliminando o uso de próteses convencionais como pontes móveis ou dentaduras.

Contra-indicação: pacientes com deficiência de volume ósseo na maxila ou mandíbula, com presença de infecções dentárias ou gengivais e desalinhamentos dentários severos ou que apresentam bruxismo severo (ranger dos dentes). Nesse caso, é necessário a aplicação de proteína botulínica antes da cirurgia de implante.

Como é: permite otimizar a reabilitação oral pois a prótese é colocada em até 72 horas após a cirurgia de implantes. Essa facilidade se deve ao desenho e a superfície dos pinos, que propiciam a osseointegração e o travamento primário mais rápido. Vantagens: após a perda dentária, ocorre um processo de atrofia óssea e gengival, estabilizada com a colocação de implantes. Há a prevenção de osso e gengiva, que minimizam o comprometimento estético final dos tratamentos. Evita-se a utilização de pontes móveis e dentaduras eliminando o desconforto e a insegurança. Além disso, há a redução expressiva do tempo de tratamento e dos valores investidos.

Desvantagens: Todo o implante dentário tem um processo de cicatrização óssea, que varia de um a seis meses. Nos tratamentos com carga imediata, nesse período é necessário ter cuidados intensos com a mastigação, evitando a mastigação de alimentos muito duros para não gerar carga sobre os implantes.

Tempo de colocação da prótese: através da tecnologia CAD/CAM e impressão 3D é possível confeccionar a prótese com antecedência e o paciente já pode colocá-la imediatamente após a cirurgia. Em situações em que não são empregadas esta tecnologia, são necessários de dois a três dias adicionais para a confecção e instalação da prótese fixa sobre os implantes.

 

Cirurgia Guiada

Indicações: Pacientes idosos, diabéticos, cardiopatas, portadores de doenças degenerativas e outras condições que ofereçam maior risco cirúrgico.

Conta-Indicações: paciente que não apresentam condições ósseas satisfatórias (espessura e altura) para instalação do implante. É preciso previamente realizar uma cirurgia de enxerto ósseo.

Como é: inicialmente o paciente faz um exame radiológico com guias previamente preparadas para que a tomografia forneça imagens tridimencionais, analisadas no computador. Através de um software específico muito avançado, o cirurgião realiza uma simulação da cirurgia a partir de imagens, instalando virtualmente os implantes de forma mais simples, orientando o procedimento, realizado sem abertura do retalho gengival.

Vantagens: como não há pontos, a cicatrização da mucosa é muito mais rápida, e evita-se a cirurgia de reabertura.

Desvantagens: se corretamente indicada, não apresenta desvantagens. O investimento desse tratamento é maior.

Tempo de colocação da prótese: a prótese é colocada imediatamente.

Voltar